Socioeducandos do Case Abreu e Lima recebem certificação de dois cursos ofertados pelo Senai
Sex, 26 de Outubro de 2018 15:20

Formação, que é uma parceria entre a Funase, a SEMPETQ e a instituição de ensino, contemplou 26 adolescentes da unidade

Vinte e seis socioeducandos do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Abreu e Lima foram certificados nos cursos de Pintor Automotivo e de Instalador de Acessórios Automotivos. A formação, ofertada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), foi viabilizada por meio de um convênio de destaque orçamentário de R$ 1 milhão feito pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) junto à Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação (Sempetq).

Os cursos tiveram duração de três meses e contaram com uma carga horária de 196 horas/aula, cada. Participaram da solenidade de certificação a representante da Sempetq, Adriana Paes Barreto, o coordenador geral do Case Abreu e Lima, Abinoan Barboza, o primeiro secretário do Senai, Marcos Anderson, o coordenador do Eixo Profissionalização, Esporte, Cultura e Lazer da Funase, Normando Albuquerque, além de professores, de familiares dos socioeducandos e da equipe técnica da unidade socioeducativa.

Para Normando Albuquerque, os cursos viabilizam a construção de novos projetos de vida. “Está havendo uma maior adesão nos cursos para aquilo que se oferece como educação profissional dentro da unidade. Estamos focando no desenvolvimento e na solidificação da autoconsciência do socioeducando”, afirmou Normando, acrescentando que, no próximo dia 13 de novembro, será a vez do Case Cabo de Santo Agostinho receber a certificação dos cursos de Montador e Reparador de Computadores e de Aplicador de Revestimento Cerâmico, também oferecidos pelo Senai por meio do mesmo convênio entre a Funase e a Sempetq.

A conclusão das 24 turmas realizadas desde outubro de 2017 pelo Programa Novos Talentos da Sempetq, a qual contratou o Senai para esta execução e atividades dos cursos definidos e identificados pela FUNASE, levou em consideração o desejo dos alunos na formação, assim como a necessidade de mercado atual. A iniciativa do convênio teve 384 vagas para todos os alunos junto aos Cases, nos municípios do Cabo de Santo Agostinho e Abreu e Lima.