Palestra de Alexandre Valença incentiva empreendedores a iniciar o próprio negócio com estratégia e perseverança
Ter, 30 de Outubro de 2018 14:51

Foto: Rômulo França

 

Incentivar quem tem a vontade de empreender. Esse foi o propósito da palestra inédita do secretário da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação do Governo de Pernambuco, Alexandre Valença, realizada hoje (30) na Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe), no Recife. O evento fechou as comemorações no mês de outubro, que homenageia as micros e pequenas empresas.


Valença, que é engenheiro mecânico com pós-graduação em Engenharia de Produção e Administração de Empresas, lembrou a sua trajetória profissional na Metalúrgica Matarazzo, uma das maiores e principal fabricante de embalagens metálicas do Brasil, e como iniciou no empreendedorismo após o fechamento do grupo Matarazzo.

 

 


Segundo ele, é preciso ser perseverante e ter um objetivo. “Acredito que não se pode perder oportunidades e é preciso sair da zona de conforto. Igualmente importante é conhecer o mercado, ser globalizado, investir em inovação e identificar oportunidades”, afirma.


A empreendedora recifense Lindomar Oliveira foi uma das participantes da palestra “Os caminhos de um empreendedor de sucesso”. “Iniciei em 2016 com uma empresa de serviços contábeis e hoje vim absorver a experiência do secretário Alexandre Valença. Sei que não podemos desistir e devemos abrir os olhos para dentro do empreendimento para fazer o que é preciso”, comenta.


Durante a palestra, o secretário lembrou a importância de identificar as necessidades dos clientes, além do planejamento e monitoramento sistemáticos nos negócios. “Saber o que o mercado quer, para onde está caminhando e o que vai ser substituído.”

 

 


Outra lição importante é não cuidar apenas da embalagem. “Em geral, quem empreende pela primeira vez se preocupa muito com a apresentação e não tanto com a qualidade, mas é preciso ter as duas características para o cliente voltar”, analisa.


E antes de abrir um negócio, o empreendedor deve identificar as suas afinidades, pois dali pode surgir a ideia para iniciar um empreendimento. “Fazer o que gosta, ter satisfação. Só assim você vai acordar cedo com prazer para acompanhar o seu negócio.”

 

 

Foto: Rômulo França